CHEGOU SKOL BEATS EXTREME

A CERVEJA QUE ACOMPANHA SUA NOITE DO INÍCIO AO FIM.

Garrafa preta. 6,9% de álcool. Muito mais beats. Muito mais Extreme.

2000

2000

1º FESTIVAL DE MÚSICA ELETRÔNICA DO BRASIL

O que hoje é a cerveja da noite já foi o primeiro festival de música eletrônica do Brasil. A 1ª edição do Skol Beats reuniu 20 mil pessoas em São Paulo e Curitiba que curtiram ao som de grandes nomes da cena eletrônica mundial: Bob Sinclair, Paul Oakenfold, Patife, Mau Mau e Green Velvet.

2001

2001

INVASÃO SKOL BEATS

Depois do grande sucesso do ano anterior, Skol Beats também invadiu com pick-ups a cidade maravilhosa. O evento rolou em São Paulo, Curitiba e no Rio de Janeiro, atraindo 40 mil pessoas. Uma estrutura gigantesca foi dividida em 4 tendas principais: Trance, House, Techno e Drum’n’Bass e atrações radicais como Bungee Jump e Sky Coster.

2002

2002

O BEATS FOI PARAR NA GARRAFA

A 3ª edição do Skol Beats foi especial. No dia 20 de abril, 40 mil pessoas se esbaldaram com as 54 atrações no Autódromo de Interlagos. Além das 5 tendas com os melhores DJs do mundo, o público vibrou com os “live acts”, no Outdoor Stage, com bandas que tocaram ao vivo, entre instrumentos e laptops. Os destaques foram: Goldie, DJ Hype, DJ Patife, Fernanda Porto, Kosheen e Groove Armada. E foi nesse mesmo ano, em novembro, que nasceu a cerveja Skol Beats, mais leve e acelerada para acompanhar o ritmo da galera.

2003

2003

O WOODSTOCK DA MÚSICA ELETRÔNICA

Uma maratona de 17 horas de música sem parar. Foram 70 atrações das quais 17 nunca tinham pisado no Brasil. Quem liderou essa maratona foi Dave Clarke, 808 State e Derrick May, Jeff Mills, Patife e Marky.

2004

2004

A FESTA MAIS REDONDA DO PLANETA

60 atrações, 17 horas non-stop de música na vibe total. O destaque desse ano foi para Basement Jaxx, Fisherpooner, Benni Benassi, Jonh Acquaviva, que mandou um techno francês pesado, e, claro, os brasileiros Marky e Patife.

2005

2005

57 MIL PESSOAS NA MESMA VIBE

Recorde de público, com 57 mil pessoas e 21 horas de música sem parar, a 6ª edição de Skol Beats deixou saudade. Teve uma mistura de diferentes ritmos brasileiros com eletrônico. Misturamos Xerxes e João Paraíba com BNegão, Carlinhos Brown com DJ Dero e Elza Soares com Gustavo Tatá. Outros que fizeram a galera ir à loucura foram os consagrados Sasha e John Digweed, o escocês Mylo e o drum’n’bass único dos brasileiros Marky, Patife e XRS.

2006

2006

FESTA NA POTÊNCIA MÁXIMA

Prodigy, LCD Soundsystem, Timo Maas e DJ Hype. Precisa dizer mais alguma coisa? Skol Beats de 2006 bateu recorde de público novamente, tornando-se o maior festival de música eletrônica da América Latina. Além do eletrônico pesado, misturou funk com o DJ Marlboro e Deize Popozuda, e proporcionou encontros musicais do Ed Motta com Jamanta Crew e Cansei de Ser Sexy com DJ Camilo Rocha.

2007

2007

MESTRES DO VINIL

Pela primeira vez o Skol Beats teve dois dias de evento. Os DJs Marky e Laurent Garnier tiveram um encontro histórico, empolgando o público até o amanhecer. 20:20 Soundsystem mostrou rock ao vivo, Afrika Bambaataa lotou a tenda Terra Urban com sons que iam do drum’n’bass ao funk carioca, e The Crystal Method e Bonde do Rolê marcaram o evento com performances empolgantes.

2008

2008

MÃOS NA LATA, MÃOS EM SKOL BEATS

Depois do sucesso da cerveja Skol Beats em garrafa, enlatamos os beats. Em 2008 lançamos a cerveja Skol Beats em lata. Inovamos também no formato do festival, deixando o público escolher as principais atrações em parceria com a produção do evento. O projeto colaborativo rendeu bons nomes internacionais, como Justice, Digitalism, Pendulum, Dubfire, Steve Angello & Sebastian Ingrosso.

2012

2012

SKOL BEATS, A CERVEJA OFICIAL DE SKOL SENSATION

A cerveja que acompanhou as 40 mil pessoas no Skol Sensation foi Skol Beats. Com o tema Celebrate Life, o público participou da festa mais interativa do ano, fazendo parte das performances do evento.

2013

2013

LANÇAMENTO EXTREME

A noite não será mais a mesma. O novo lançamento de Skol Beats promete dar um novo ar as baladas do Brasil. Skol Beats Extreme, tem 6,9% de álcool e é mais leve e acelerada, para acompanhar o seu ritmo até o sol nascer. Os sortudos que foram ao Skol Sensation 2013 e ao Beats Club que rolou em São Paulo e em outras 4 cidades brasileiras, já tiveram o privilégio de degustar em primeira mão essa novidade.